Pages

quinta-feira, 16 de setembro de 2010


Salto Alto

3




Algumas pessoas simplesmente não nasceram para usar salto alto, e eu sou uma dessas pessoas. Não importa o que aconteça ao longo da minha vida, por mais que eu tente calçar o salto, me desequilibrarei dele. Logo, irei retirá-lo e voltar a andar descalça. Serei sempre a mesma em essência. Serei sempre a mesma garotinha sensível e sonhadora que guarda sonhos e afetos em uma caixa invisível de localização não identificada: talvez esteja no meu coração, talvez esreja na minha mente maquiada de lembranças. Não sei, e não importa. A tal caixa continuará  aqui dentro de mim, guardada em algum desses lugares.


Sou aquela pessoa que fica de fora, observando. Sempre fui, desde criança. Poucas vezes sou inclusa, mas nunca cem por cento inclusa. Sabe aquela sensação infantil de ganhar um doce, sentir o gosto dele e depois tê-lo bruscamente tomado? É algo que eu sinto constantemente, perante todas essas mirabolações da minha vida. O único lugar onde eu existo mesmo é dentro da minha própria consciência.


Eu corro atrás de pensamentos, corro atrás de lembranças, corro atrás de pessoas, corro atrás de momentos, corro atrás de atenção, corro atrás do meu próprio eco.. e no final de tudo isso, eu corro contra o vento. Corro contra o vento para poder permanecer sã, e aceitar que algumas pessoas simplesmente não nasceram para usar o salto alto.



3 comentários:

Hemmely disse...

me identifiqei com vc em algumas coisas ^^
a parte do salto .. se realmente é de modo literal eu confesso qe tbm não sou muito fã mas as raras vezes quando estou com um belo salto eu me sinto avontade ..
Belo texto *-*
-
Visite: ↓
http://amyfeelings.blogspot.com/

-
Bzos

Ana Flávia disse...

eu simplesmente AMO salto, mas infelizmente qlqr sapato machuca meus pés! =/
=*

A estapafúrdia disse...

É... e a dúvida de onde fica a caixa invisível de localização não identificada?!
Vou pensar onde fica a minha!!!!

bjinho!